Turismo Ouro Preto – Um Passeio na Época Colonial

Por Equipe Passagem Barata | 10 jun 2010

A primeira cidade brasileira a ser considerado Patrimônio Cultural e Histórico da Humanidade, pela UNESCO foi a encantadora cidade de Ouro preto, situada em Minas Gerais. A cidade surgiu com a descoberta do ouro. Compreende uma área de 1249 km 2, com uma média de temperatura anual de 18 graus, entre máximas por volta de 23 graus, e mínimas por volta de 14 graus, tendo como rios principais o Das Velhas e o do Ribeirão Funil.

Apesar de não se saber ao certo quem encontrou as primeiras pedrinhas de ouro no rio Tripuí, amostras delas chegaram ao governador do Rio de Janeiro que já havia auferido outras precedentes das minas de Itaverava e reconheceu seu valor. A partir daí começou a busca pelas tão valiosas minas. Bandeirantes e portugueses se embrenharam pelas matas a fim de conquistar o tão sonhado ouro.

Turismo Ouro Preto

Em 1698, Antônio Dias encontra a primeira mina e forma o primeiro arraial do local,

Entre 1707 e 1709, ocorreu um grande conflito entre os portugueses e bandeirantes que se diziam no direito de posse sobre as terras e minas, a chamada Guerra dos Emboabas.

Em 1709 é fundada a Capitania de São Paulo e Minas de Ouro, a cidade Mariana sendo a capital.

Dois anos depois, os núcleos de Ouro Preto, Antônio Dias, Ouro Podre e Padre Faria foram intitulados vila, formando assim a Vila Rica de Albuquerque. Em 1720 Minas tornou-se uma capitania autônoma, tendo Vila Rica como capital.

A partir de 1750 a Coroa intensificou a fiscalização para combater contrabando, forçando assim os mineradores a garantirem as cotas de impostos, o que culminou com a Inconfidência Mineira.

Em 1823 Vila Rica ganhou o nome de Imperial Cidade de Ouro preto, ainda sendo a capital da Província de Minas Gerais, e assim permaneceu até o nascimento de Belo Horizonte em 1889.

Com a perda do posto de capital da província, Ouro Preto manteve as feições da antiga Vila Rica, já que não havia mais a necessidade de evolução imposta às capitais do país.

E até hoje a cidade mantém o estilo colonial, com suas obras e arquiteturas, o que a levou ao título dado pela UNESCO citado logo no início do texto.

O berço do esplêndido escultor, entalhador, desenhista e arquiteto da época colonial conhecido como Aleijadinho (o maior nome do Barroco latino-americano), guarda em suas igrejas as magníficas obras do artista, que atraem milhares de visitantes à cidade.
A cidade não oferece apenas uma aula de história e cultura com suas perfeitas obras, mas também uma riqueza natural exuberante, com cachoeiras, mirantes e minas que valem a pena ser conhecidos.

Turismo Ouro Preto - Museu da Inconfidência

Os principais pontos turísticos da cidade são as obras históricas como a Igreja Nossa Senhora da Conceição, os museus da Inconfidência e do Oratório, a Igreja de São Francisco de Assis, a mina de Chico Rei, o Museu de Aleijadinho, a igreja Nossa Senhora do Pilar, a estrada Real e a Feira de Pedra sabão.

Existem ainda três parques ecológicos ao redor da cidade, que são a Estação Ecológica do Tripuí, o Parque Estadual do Itacolomi e o Parque Municipal da Cachoeira das Andorinhas, que são perfeitos roteiros de passeio ecoturístico.

A cidade ainda oferece excelentes restaurantes, bares, hotéis e casas noturnas, sendo famosa por seu carnaval que atrai uma enorme população de farristas todo ano.

Com uma estrutura focada no turismo, Ouro Preto é uma tentadora opção de viagem.

Gostou? Então compartilhe

Deixe seus comentários