O Turismo e as Redes Sociais

Por Equipe Passagem Barata | 15 jul 2010

O Turismo e as Redes Sociais
Hoje em dia é muito comun as pessoas se relacionarem através de redes sociais. São incontáveis os tipos redes que podemos, além de encontrar e fazer contato com os amigos, usar para obter informações sobre qualquer assunto, até mesmo dicas de turismo.

Antes de uma viagem, por exemplo, é quase essencial que seja feita uma busca sobre o local a ser visitados, pontos turísticos importantes, restaurantes bacanas, dicas e tudo mais. O melhor lugar pra se encontrar tudo isso de uma forma prática e verídica (por ser relatada por outros usuários que já passaram pela experiência), sem a menor dúvida, é na internet!

O microblog que suporta somente 140 caracteres por post, o Twitter (nós do Passagem Barata até criamos um perfil lá para nós, nos siga), é utilizado não só para dizer “o que você está fazendo agora” como também para pedir referências e sugestões a outros usuários. E claro, que se pode encontrar o perfil das próprias agências de turismo ou companhias aéreas e segui-las também. Aos que gostam de ler um pouco mais existem os Blogs, ideia antiga, mas ainda muito bem aceita pelos internautas, que dependendo do autor, usa como diário virtual: conta histórias e situações pessoais que lhe aconteceram, dá dicas e sempre coloca seu ponto de vista sobre o assunto.

O veterano Orkut oferece diversas comunidades sobre lugares para se viajar e discussões em seus fóruns; já no novato Facebook é possível ‘curtir’ páginas características do assunto e aceitar sugestões para eventos em outras cidades.

Um pouco diferente das redes acima está o Foursquare, a ideia que move esta rede é informar aos seus amigos a sua localização. Cada vez que o usuário chega fisicamente a um estabelecimento – um restaurante, um bar, um aeroporto – ele também pode fazer um “check-in” virtual pelo seu smartphone.

Auto­maticamente, a lista de contatos no Foursquare é atualizada sobre a sua localização. Como a maioria das pessoas fazem comentários sobre o local que foram (se é bom, ruim, caro, organizado, limpo; sobre o atendimento) incentivam outras a experimentarem ou, até mesmo, conhecerem lugares novos para darem suas dicas também. O serviço é como um mapa de tendência de consumos dos usuários do site, você consegue mapear os locais mais badalados, os piores locais, os que têm o melhor serviço, ou melhor, comida.

Vale à pena passar um tempinho e pesquisar sobre locais e roteiros que mais lhe agradam para garantir uma viagem agradável.

Gostou? Então compartilhe

Deixe seus comentários