Turismo Pantanal – Conheça as Riquezas do Pantanal

Por Equipe Passagem Barata | 01 abr 2010

O Pantanal é situado no noroeste de Mato Grosso e no Sul do Mato Grosso do Sul, englobam também uma parte da Bolívia e o norte do Paraguai. A maior parte do pantanal é alagada, possuem 250 mil quilômetros quadrados de extensão, 100 metros de altitude média. O Pantanal é divido em duas partes Pantanal sul ou Maior (Mato Grosso do sul), por ter uma área maior, e o Pantanal norte ou Amazônico (Mato Grosso), por ter sua localização na Amazônia.

O Pantanal foi originado devido à deslocação do oceano a milhões de anos. Muitos dos animais que estão presentes em mar aberto, também estão presentes no Pantanal, podendo também ser chamado de Mar Interior. O primeiro visitante deste território apareceu em 1524, o português Aleixo Garcia. Ele passou pelo rio Paraguai atravessando pelo rio Miranda, chegando à região que hoje está à cidade de Corumbá. Entre 1878 e 1930, Corumbá tornou-se o principal eixo fluvial e comercial do estado do Mato Grosso, que logo iniciou sua decadência por ter perdido sua importância devido às cidades de Vuiabá e Campo Grande.

O governo incentivou em 1960 o desenvolvimento da região centro-oeste apostando na implantação de projetos agropecuários, que provocou mudanças nos ambientes do cerrado, por conseqüência ameaçando a biodiversidade. A Embrapa se preocupou com a conservação do Pantanal, instalou uma unidade de pesquisa, a fim de desenvolver tecnologias para região, para o sustento dos próprios recursos naturais. Iniciaram as pesquisas com a pecuária bovina, e além da pecuária, diversas áreas, como recursos hídricos, vegetais, pesqueiros, climatologia, solos entre outras.

O pantaneiro tem o hábito de levantar muito cedo, e tem uma alimentação logo pela manhã antes de ir para seus afazeres na grande planície da sua região, tem o hábito de ter uma alimentação bem reforçada. O hábito é chamado de quebra – torto, e contém na lista do café matutino os seguintes alimentos: Pão, arroz com carne seca, café entre outras comidas que é proporcionada pela grande planície.

Os pantaneiros seguem uma tradição que foi herdada dos guaranis, o Tereré. O Tereré é uma bebida servida em cuia, com água gelada e erva-mate; é uma bebida bastante consumida pelos pantaneiros, principalmente antes do meio dia, depois da realização dos trabalhos matutinos. O Tereré também é tomado à tarde antes da noite, na maioria das vezes em grupos onde os panteneiros tiram uma hora para conversar entre famílias, amigos ou peões. Em outras regiões como no oeste do Paraná o Tereré é tomado com Refrigerante, mas o verdadeiro tereré é composto somente por água natural gelada e erva mate.

A grande procura pelo Pantanal dá-se ao fato de existir as cidades históricas mantidas até hoje, que relatam à colonização portuguesa, um prato cheio para os apaixonados por história. Mas a principal atração é a Fauna e a Flora, que possibilita fazer safáris fotográficos e observar animais selvagens e aves que estão ameaçados de ser extintos em seu habitat natural. Há no Pantanal hospedagens em fazendas, pousadas ou barco hotéis em toda a área para os turistas que desejam passar um tempo por lá. Outras atividades bastante procuradas são passeios de canoas ou barcos, a pesca, cavalgados e observação noturna de animais.

A forma mais aconchegante de se chegar ao Pantanal é de avião, chegando a Campo Grande. A partir daí é somente de ônibus ou carro, podendo chegar à Aquidauana ou Miranda, as duas cidades mais próximas do Pantanal. Como alternativa sair de Cuiabá, um pouco distante, mas também podendo chegar à principal cidade do Pantanal, Corumbá. O preço da Viagem de avião até Campo grande vária entre 420 a 820 reais, já o preço dos transportes para o Pantanal é somente local, podendo saber o valor somente quando chega lá. O preço das estádias varia entre 150 a 550 reais dependendo do gosto do turista, seja nos hotéis, barcos ou em terra.

Gostou? Então compartilhe

Deixe seus comentários